Logo UFSC

Instituto de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial Sustentável da UFSC (EduCampo)

O que é o EduCampo

O Instituto de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial Sustentável – ou simplesmente EduCampo –, é uma organização interna à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Com regimento próprio, ele resultou de uma iniciativa conjunta dos Centros de Ciências da Educação (CED), de Ciências Agrárias (CCA) e de Filosofia e Humanas (CFH). Atualmente, o EduCampo vem se consolidando na perspectiva de responder ao desafio de se institucionalizar como um "centro nacional de referência em educação do campo e desenvolvimento territorial". Por seus objetivos e ações, ele se caracteriza como locus de articulação entre os movimentos e organizações sociais do campo e a academia, trazendo, ainda, à cena, outras instituições educacionais e ou de fomento à pesquisa e ao desenvolvimento sustentável.

Objetivos do EduCampo

São objetivos do EduCampo da UFSC:

  1. Desenvolver estudos e pesquisas sobre realidades educacionais e de desenvolvimento rural no Brasil, no contexto latino-americano e global;
  2. Apoiar pesquisas e atividades didáticas da área de estudos sobre educação do campo e desenvolvimento territorial sustentável realizados por estudantes, professores - inclusive aposentados - servidores técnico-administrativos e a comunidade em geral, interessados no tema;
  3. Prestar assessoria e consultoria especializada em temas referentes às políticas de educação do campo e de desenvolvimento territorial que afetam os governos municipais e estaduais e outras instituições de ensino ou fomento, nacionais e internacionais;
  4. Desenvolver programas de formação e capacitação de professores e gestores dos sistemas públicos de educação e escolas comunitárias, nacionais e estrangeiros, bem como de movimentos sociais organizados;
  5. Difundir análises acerca da temática da educação do campo e do desenvolvimento territorial;
  6. Sustentar banco de informações sobre educação do campo, com enfoque em Santa Catarina;
  7. Desenvolver programas e intermediar parcerias com outras instituições para a realização de cursos em nível de graduação e pós-graduação na área dos estudos de educação do campo e do desenvolvimento territorial sustentável;
  8. Promover intercâmbios com organismos nacionais e estrangeiros, visando a realização de estudos e pesquisas na área da educação do campo e do desenvolvimento territorial, especialmente, no Brasil e América Latina;
  9. Difundir conhecimento que contribua para a tomada de decisões pelos fóruns acadêmicos, de gestão partilhada e movimentos sociais, nos espaços de construção e mobilização político-intelectual;
  10. Fazer-se representar em fóruns temáticos e de gestão partilhada, em conformidade com as normas da UFSC;
  11. Apoiar e organizar publicações científicas, e torná-las acessíveis;
  12. Promover encontros científicos, seminários, simpósios, colóquios, congressos e outras atividades similares no campo dos estudos sobre educação do campo e do desenvolvimento territorial;

Projetos, Programas e iniciativas

Escola Ativa

O programa Escola Ativa busca melhorar a qualidade do desempenho escolar em classes multisseriadas das escolas do campo. Entre as principais estratégias estão: capacitar professores e implantar nas escolas recursos pedagógicos que estimulem a construção do conhecimento do estudante.

Em Santa Catarina, este programa é coordenado pela Universidade Federal de Santa Catarina e se beneficia de uma sólida e produtiva parceria com a Undime-SC (União dos Dirigentes Municipais de Educação de Santa Catarina).

Na fase atual do Programa (2008-2009-2010), está sendo efetivada a formação permanente com pessoal técnico-pedagógico de vinte secretarias municipais de educação. Tal formação será realizada em cinco módulos presenciais de uma semana, organizados na forma de palestras, grupos de trabalho, plenárias de debate e, especialmente, oficinas. A busca é para que cada participante se faça sujeito ativo do processo de apreensão e (re)construção do programa. Isso é fundamental porque os técnicos/professores formados serão "professores-multiplicadores" nos municípios, e trabalharão diretamente com os professores das classes multisseriadas das escolas do campo. Ou seja, na medida em que os técnicos forem recebendo a formação já irão trabalhando suas aprendizagens com os educadores de sua rede. Ao mesmo tempo, eles responderão pelo acompanhamento do programa nos seus municípios de origem.

O Programa é apoiado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do Ministério da Educação (MEC), com a descentralização de recursos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Para a etapa 2010 e 2011 do Programa Escola Ativa em Santa Catarina, já estão inscritos, via Plano de Ações Articuladas (PAR), mais de cinquenta municípios.

FOCEC

O Fórum Catarinense de Educação do Campo (FOCEC) é uma articulação política que congrega movimentos e organizações sociais vinculadas às questões do campo no âmbito de Santa Catarina, juntamente com outras organizações da sociedade civil, universidades públicas e comunitárias, assim como representantes de órgãos governamentais, todos vinculados à temática da educação do campo e do desenvolvimento territorial rural. O Focec visa, sobretudo, formular políticas e realizar o acompanhamento dos programas relacionados diretamente à Educação do Campo, em execução em Santa Catarina.

O FOCEC foi criado em 29 de maio de 2008, a partir de um "Encontro Estadual de Movimentos e Organizações Sociais do Campo, Universidades e Órgãos Governamentais que atuam no campo", evento realizado no Centro de Ciências da Educação, na Universidade Federal de Santa Catarina.

Organização auto-gerida, o FOCEC tem contado com suporte, estrutura material e apoio organizativo do EduCampo/UFSC, que tem servido também de sede e ponto de referência.

Observatório da Educação do Campo

O "Observatório da Educação do Campo", vinculado ao EduCampo, é um projeto de pesquisa em andamento no âmbito do Programa "Observatório da Educação" fomentado por CAPES/INEP/SECAD, a partir do Edital nº 1/2008.

A pesquisa gira em torno da qualidade social e pedagógica da educação básica nas escolas do campo em Santa Catarina, e seu sentido e vínculo com a questão do desenvolvimento territorial rural sustentável. Toma por interesse central a implementação de políticas e práticas educativas no âmbito do estado, com foco centrado nos municípios que formam o chamado "Território da Região Serrana".

Os pesquisadores pertencem ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC) e ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC).

Além do próprio projeto de pesquisa, sempre no espaço institucional do EduCampo, o "Observatório" promoveu o Iº Seminário de Pesquisadores da Educação do Campo, ocorrido em novembro de 2009. Além disso, impõe a si próprio a tarefa de estimular a criação da "Rede Nacional de Pesquisadores em Educação do Campo".

ProJovem Campo – Saberes da Terra

O "ProJovem Campo" faz parte do Programa PROJOVEM, do Governo Federal. É um programa de educação, na modalidade EJA (Educação dos Jovens e Adultos) voltado para jovens agricultores e agricultoras familiares. O currículo integra a escolarização de nível fundamental com qualificação social e profissional, tomando como referência as especificidades do campo

Ele nasceu com o nome "Saberes da Terra", em 2006, nos Ministérios da Educação, do Desenvolvimento Agrário e do Trabalho, para atender jovens e adultos não escolarizados do campo. Em 2007, foi transformado em Lei Federal, a passou a ser denominado "ProJovem Campo – Saberes da Terra".

Atualmente, sob a coordenação do Ministério da Educação (MEC) – por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) – ele vem sendo implementado em todo o território nacional por uma articulação que envolve diversos Ministérios (MEC, MDA, MDS, MTE, SGPR/Secretaria de Juventude, MMA). Para a execução nos estados, o Governo Federal estabelece parcerias com as Secretarias de Educação dos Governos estaduais e com universidades públicas.

No Estado de Santa Catarina, o Programa está sendo desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação, em parceria com prefeituras municipais. A formação dos educadores vem sendo oferecida pela Universidade Federal de Santa Catarina UFSC, através do Instituto EduCampo e o acompanhamento do Programa, no sentido político-pedagógico, vem sendo feito pelas organizações e movimentos sociais do campo reunidos no Fórum Catarinense de Educação do Campo (FOCEC).

Instituto de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial Sustentável | Centro de Ciências da Educação
Campus Universitário da UFSC, Caixa Postal 476 | Florianópolis, SC - Brasil | CEP 88010-970 | Tel (48) 3721-8714